sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

HISTÓRIA DO FUTEBOL DE MESA VASCAÍNO

Campeão Mundial Interclubes 2014, em Budapeste, na Hungria.


O Futebol de Mesa vascaíno teve início no ano de 2003, com a fusão das equipes da Associação Nilopolitana de Futebol de Mesa e da Casa de Viseu. Em seu primeiro desafio, no dia 26 de janeiro, estreou campeão ao vencer o Santos F.C. na disputa da Taça Interestadual Interclubes por 54 x 45, no antigo Vasco-Barra, surgindo um Gigante do esporte. 

Fizeram parte da primeira equipe: Alessandro Luiz, Dudu, Éwerton Lucena, Fábio Borges, Igor Monteiro, Marcelo Lages, Marcelo Pimenta, Maurício Benamor, Miro, Ramos, Raphael Couto, Rodriguinho, Rodrigo Batalha,  Wágner Neto e Wílton. Na oportunidade, o jogador Marcelinho Carioca deu a palhetada inicial.

Estreia com vitória sobre o Santos em 2003.


No mesmo ano, a equipe conquistou a Copa FEFUMERJ Interclubes, organizada pela Federação de Futebol de Mesa do Estado do Rio de Janeiro e fechou o ano com o título estadual por equipes, após uma vitória na final contra o America por 51 a 48 na Rua Campos Salles. Todas as conquistas foram na regra brasileira internacional 12 toques, fundadora do esporte no clube.
Em 2004, o departamento começou a crescer e o Vasco passou a jogar também as regras Dadinho e Pastilha e conquistou o título estadual interclubes de Pastilha. Já em 2005, ingressaram as regras Disco e 3 Toques e assim, o Vasco passou a ser o único clube do Brasil a jogar todas as regras oficiais reconhecidas pela CBFM – Confederação Brasileira de Futebol de Mesa. 
Com apenas três anos do departamento, em 2006 vieram os primeiros títulos nacionais: Brasileiro Interclubes e da Copa do Brasil Individual com o atleta Altanir Júnior, ambos na regra três Toques, e dois títulos individuais na regra doze Toques: Thiago Penna no juvenil e Dudu na categoria máster. Este ano também ficou marcado com o primeiro confronto contra o Flamengo: goleada por 77 a 26.

Vitória contra o Flamengo fez parte da conquista do título da Taça Guanabara e Estadual de 2006.

Em 2007, o Vasco protagonizou o que ficou conhecido como "Invasão do Palestra Itália" na disputa do Torneio Rio-São Paulo, pois mesmo atuando fora do Rio, foi a maior delegação da competição e venceu todas as categorias em disputa na sede do co-irmão Palmeiras: juvenil, adulto e master. No mesmo ano, Marcelo Lages venceu a Copa do Brasil master da 12 toques, em Blumenau-SC, sendo o único carioca detentor de tal feito até a presente data.

"Invasão do Palestra Itália".

Já em 2008, Thiago Penna que já havia sido campeão brasileiro individual nas categorias de  base da regra 12 toques, conseguiu o título na categoria principal (adulto). Até hoje ele é o único carioca que detém esse título.

Nota: O Vasco é o único clube com campeões brasileiros individuais nas 4 categorias da regra brasileira internacional 12 toques: INFANTIL: 2009 e 2010 com Rhaniery Jardim; JUVENIL: 2006 com Thiago Penna, 2007 com João Victor e 2011 e 2012 com Rhaniery Jardim; ADULTO em 2008 com Thiago Penna e MASTER em 2006 com Dudu e 2010 e 2011 com Rodolfo.

             
No ano seguinte, o Vasco consolidou sua hegemonia no cenário estadual, pois conquistou o tetracampeonato carioca consecutivo (2006 a 2009) em duas regras distintas: Pastilha e 12 toques. Dudu venceu o Torneio Rio-São Paulo na categoria master. 

Tetracampeão Estadual Interclubes - Pastilha

O ano de 2009 marcou ainda pelo início da internacionalização do Futebol de Mesa com a prática de duas novas regras, Sectorball e Subbuteo. Marcelo Lages, diretor do departamento, foi o primeiro brasileiro a participar do campeonato mundial de Subbuteo na Holanda e ao lado de Renato Kort, disputou também o Mundial das modalidades Sectorball e 12 Toques. Nesta última, ambos atuaram pela seleção brasileira e se sagraram campeões mundiais.

Marcelo Lages e Renato kort, campeões mundiais pela Seleção Brasileira.

Em 2010, o Vasco conquistou em Buenos Aires, na Argentina, o título Sul-Americano Interclubes no Subbuteo, repetindo o pioneirismo do futebol e sendo o primeiro campeão. Igor Monteiro, Marcelo Lages, Renato Kort e Toninho foram os atletas campeões.

1º Campeão Sulamericano de Futebol de Mesa em 2010. Foi no subbuteo.

O ano de 2011 ficou marcado com a conquista dos primeiros títulos e a hegemonia da regra de origem húngara, sectorball. Weber Gomes e Igor Monteiro venceram o carioca de duplas enquanto Marcelo Lages e Robson Marfa ganharam o brasileiro de duplas, e o último venceu também o brasileiro individual. Juntos, se sagraram campeões estaduais e brasileiros por equipes.         
No mesmo ano, no Dadinho, Brayner venceu a Copa do Brasil  e em uma final histórica com o Flamengo o Vasco conquistou o Estadual Interclubes da modalidade. Na regra doze toques, Rodolfo se sagrou bi-campeão brasileiro master (2010-11), em Poços de Caldas-MG.

Equipe campeã estadual por equipes na regra Dadinho.
          
Em 2012, o quarteto vascaíno formado por Alexandre Lages, Toninho, Marcelo Lages e Igor Monteiro conquistou o título sul-americano em Rosário, na Argentina. Sendo que os dois últimos integraram também a seleção brasileira campeã na modalidade doze toques.             
Na mesma regra, o Vasco conquistou o Brasileiro Interclubes master e Ramos chegou ao seu sexto campeonato estadual individual pelo clube. Rhaniery Jardim venceu seu quarto campeonato brasileiro consecutivo (2009-2012, sendo os dois primeiros anos no sub-15 e os últimos dois na categoria sub-18). Já na regra Disco, a equipe conquistou seu primeiro título estadual interclubes.            
No ano seguinte em 2013, na cidade de São Paulo, o bi-campeonato Sul-Americano em duas regras. No subbuteo, após conquistar o Brasileiro Interclubes em Londrina-PR, a equipe vascaína, formada por Daniel Matos, o americano Andrea G., Igor Monteiro e Marcelo Lages, ergueu a taça Sul-Americana. Igor Monteiro e Marcelo Lages venceram também pela seleção brasileira o confronto final com a Argentina. Já na 12 toques, Marcelo, Igor, João Victor e Thiago Penna conquistaram o título em uma final épica contra o Palmeiras e carimbaram a vaga para a disputa do Mundial. Thiago integrou também a seleção brasileira campeã. Fechando o ano, a equipe de Disco chegou ao bi-campeonato estadual.            
O ano de 2014, começou com o tricampeonato (2012/13/14) brasileiro Interclubes da categoria master. Marcelo Lages, Marco Antônio, Ramos, Rodolfo e Toninho foram os heróis da conquista.          
Em setembro de 2014, o futmesa vascaíno conquistou o mundo ao se sagrar campeão do I Mundial Interclubes, em Budapeste na Hungria. O quarteto formado por Rodolfo Branco, Renato Kort, Igor Monteiro e Marcelo Lages fez história ao ecoar o grito de Casaca pelo mundo!

Campeão Mundial Interclubes 2014!

Após o título mundial, o Vasco conquistou mais quatro títulos sul-americanos interclubes. Em 2014, em Rosario, na Argentina e em 2015, em Curitiba, no Paraná com a equipe de subbuteo. Em 2016, em Antofagasta, no Chile, com a equipe de 12 toques. E em 2017, em Córdoba, na Argentina com a equipe de sectorball e com Marcelo Lages na categoria individual. Ao todo, são oito títulos sulamericanos por equipes e um individual.

Campeão sulamericano de subbuteo 2010-2013-2014-2015

Campeão sulamericano 12 toques 2012-2013-2016

Campeão sulamericano de sectorball 2017. Marcelo Lages, com a Taça, foi campeão individual também.


E os títulos continuaram...
            
Mais títulos brasileiros: no sectorball com Robson Marfa em 2015 e Weber Gomes, em 2016, que se sagraram campeões individuais. E nas duplas, em 2015 com Marcelo Lages e Robson Marfa, e em 2016, com Robson Marfa e Weber Gomes. No subbuteo, Marcelo Lages venceu o individual e na 3 toques, Antonio Ornelas também se sagrou campeão brasileiro. Na modalidade 12 toques, a equipe master venceu o Brasileiro em 2016, sendo o quarto título na competição. E em 2017 a equipe adulta se sagrou campeã na Arena Santos, sendo este, um dos poucos títulos que faltavam à Divisão de Futebol de Mesa vascaína e o primeiro de um time do Rio de Janeiro. A conquista foi comemorada com muita festa! No subbuteo, a equipe se sagrou bicampeão brasileira 2016-2017. E em 2017, no sectorball, a equipe vascaína chegou ao heptacampeonato brasileiro.

Heptacampeão Brasileiro no sectorball.

Weber e Robson: campeões brasileiros de duplas no sectorball.

Bicampeão Brasileiro Interclubes no Subbuteo.


Campeão Brasileiro Interclubes 2017 na toques, na Arena Santos.


No âmbito interestadual, o time de 12 toques foi bi-campeão do Rio-São Paulo 2015-2016 na categoria master e Rodolfo no individual em 2015.
            
Mais títulos estaduais...
            
No individual, pela regra 12 toques, Felipinho e Victor conquistaram o estadual individual na categoria adulto em 2015 e 2017, respectivamente. Rodolfo se sagrou tricampeão (15-16-17) na categoria master. Marcelo Lages venceu em 2015 no sectorball, Robson em 2015 no Disco, Éder Patrocínio em 2016 na 3 toques. No subbuteo, Toninho, Daniel Matos e Marcelo Lages, venceram em 2015, 2016 e 2017, respectivamente.           
Na disputa de duplas, 2015 com Felipinho e Weber Gomes e 2016, com Robson Marfa e Weber Gomes, na regra sectorball.
Em competições por equipes, o Vasco chegou ao heptacampeonato no sectorball (2010-2016) e teve sua sequência interrompida em 2017 pela Portuguesa. Na categoria master da regra 12 toques, os vascaínos conquistaram o tetracampeonato estadual (2014-15-16-17), enquanto a equipe principal venceu também em 2017, título que não vinha desde 2009. Nas modalidades 3 toques e subbuteo, bicampeão estadual interclubes 2016-2017, em ambas.

Heptacampeonato estadual no sectorball (2010-2016)

Bicampeão Estadual Interclubes na 3 toques.

Em 2018, o futmesa vascaíno terá dois grandes desafios: em outubro, o Rio será sede do IX Campeonato Sulamericano e o Vasco é um dos candidatos a sediar a competição. Além disso, o clube será o representante sulamericano nas três regras internacionais em disputa por equipes: 12 toques (ao lado do Palmeiras), subbuteo e sectorball. E a equipe tentará o bicampeonato mundial, em Portugal, em novembro.
Vasco irá em busca do bicampeonato mundial!

mundial de clubes

conheça a cia. do doce

_______unidos por um sonho mundial______

_______unidos por um sonho mundial______