sábado, 24 de março de 2012

O FUTEBOL DE MESA TAMBÉM ESTÁ DE LUTO


O Futebol de Mesa também está de luto, mais um botonista nos deixa. Chico Anysio deixa saudades, já foi campeão de jogo de botão (futebol de mesa) no Rio de Janeiro, na foto acima, com Chico Buarque, com arbitragem de Vinicius de Moraes.

O ilustríssimo vascaíno Chico Anysio faleceu na última sexta-feira (23), aos 80 anos de idade devido a uma parada cardiorrespiratória, causada por falência múltipla dos órgãos. O ator nunca escondeu a sua paixão pela Cruz de Malta e pelo futebol, que aprendeu com o pai, ex-presidente do Ceará. Nos mais de 200 personagens humorísticos criados, um foi marcante; o “craque” Coalhada, dublê de jogador.

No quadro, Chico interpretava um boleiro de cabelos cacheados e muito marrento ao vangloriar-se dos dotes para o futebol. Seu famoso jargão “pique no lugar” marcava o personagem falastrão, que era chamado de perna-de-pau pelos companheiros, jornalistas e torcida, arrancando risadas dos espectadores. Muitos craques contracenaram com o camisa 10 do humor no quadro.

Chico Anysio era um profundo conhecedor do futebol. Por isso, chegou a ser comentarista da Rede Globo em transmissões de jogos, como os da Seleção Brasileira nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 1990 ao lado de Galvão Bueno e do Rei Pelé. Ele já havia exercido essa função na década de 50 quando trabalhou na Rádio Guanabara.

A partida mais marcante para o humorista foi a virada histórica do Vascão sobre o Palmeiras, no Palestra Itália, na final da Copa Mercosul, quando o Gigante da Colina chegou a estar perdendo por 3 a 0, mas virou o placar para 4 a 3. Chico, que costumava ser contido nas comemorações, não conseguiu segurar a emoção com o quarto gol feito por Romário. Vibração como essa, aconteceu apenas quando Cocada acertou a bola no ângulo flamenguista, marcando um golaço na final do Campeonato Carioca de 1988.

Para retribuir o carinho deste ilustre vascaíno, um dos maiores comediantes da história do Brasil, os jogadores do Cruz-Maltino entraram com uma faixa escrita “Força Chico Anysio” na estreia da equipe na Libertadores contra o Nacional (URU), quando o humorista ficou hospitalizado. Depois da homenagem, sua mulher agradeceu a iniciativa dos atletas. Mesmo internado, Chico Anysio não deixou de acompanhar os jogos do Vascão, como informava sua esposa em seu Twitter oficial. Um vascaíno para sempre.

Fonte: www.crvascodagama.com

mundial de clubes

conheça a cia. do doce

_______unidos por um sonho mundial______

_______unidos por um sonho mundial______